29 mar

Compartilhar arquivos pelo Samba via terminal

Se você já passou por alguma situação onde precisa montar na sua máquina um compartilhamento de arquivos de um servidor local toda vez que o sistema é iniciado, certamente, a solução que você encontrou foi alterar o arquivo fstab através das linhas de comando:

sudo gedit /etc/fstab

E ao abrir o arquivo, inserir no fim deste a seguinte linha com seus dados correspondentes (sem quebra de linha):

//servidor/arquivos /mnt/arquivos smbfs rw,sync,user,username=NOMEDOUSUARIO,password=SENHADOUSUARIO,uid=NOMEDOUSUARIO,auto 0 0

Correto, amiguinhos e amiguinhas? hehe

Mas o que você não esperava é “E se seu sistema, por ALGUM acaso, iniciar antes do sistema do servidor?”. Obviamente, o compartilhamento não será montado, pois sua máquina não encontrará o caminho especificado no arquivo fstab já que o sistema do servidor ainda nem havia sido iniciado. E agora, José???

Pois bem, a solução para isso é fazer uma montagem através de linha de código no terminal. Agora, vou explicar o procedimento que sempre uso.

Execute este código no terminal:

sudo mount -t smbfs //servidor/arquivos /mnt/smb -o username=NOMEDOUSUARIO,password=SENHADOUSUARIO,uid=NOMEDOUSUARIO

E, se tudo correr bem… voilá! É só isso, galera!!! 😉

Para entender mais sobre os comandos acima citados, veja este ARTIGO. Foi de lá que retirei essas informações quando precisei.

Comentem, critiquem, elogiem (hehe), sugiram, façam barulho, etc etc etc… Abraços e até mais, pessoal!

Pedro Filho

Desenvolvedor web e meio blogueiro. Astrônomo amador e meio geek também! "Novato" no mundo Linux mas entusiasta.
  • Nicholas Lima

    Tá massa o artigo. Bem objetivo… Proteus dando problemas de novo?
    Abração.

    • Proteus normal. só o Max uma vez que chegou e não ligou o servidor antes do PCs! hehe

  • Muito bom!!! ^^

  • Uma forma de facilitar a vida do usuário é transformar esses passos em Shell Script. Assim sempre que isso ocorrer o usuário não precisar repetir esses passos. Apenas digitará um comando ou “clicará” num atalho. Grande Abraço.

    • Boa dica, Marley. Lembro que já executei uns Shell Scripts pra subir vários serviços de uma vez só na época que trabalhei com o Debian. Vou pesquisar pra ver se desenrolo alguns scripts aqui! hehe

      vlw pelo feedback… abraço!

  • Anônimo

    me apareceu o seguinte:

    mount: o ponto de montagem /mnt/smb não existe

    como eu resolvo?

    abraços 🙂